Wednesday, July 18, 2012

Diálogo I

- e como se sente hoje?
- não sei se sinto. acho que não quero pensar na possibilidade de, ainda, sentir algo.
- como assim?
- nada. eu só me cansei de sentir.
- mas isso é impossível.
- não, não é. e sabe por quê? porque a gente sempre acha que sente demais. e o fim é sempre trágico. eu quero evitar isso. quanto menor a escalada, menor o tombo.
- não acredito que você possa estar sendo sincero.
- não estou. mas sentir é, de fato, e você há de convir, exaustivo demais para uma cabeça em formação.
- eu concordo, e isso é o belo da vida. poder renovar seus sentimentos.
- duvido que você acredite no que acabou de dizer.
- talvez eu não acredite.
- vamos ambos assumir para nós quão doloroso é sentir e como a vida seria melhor sem sentimentos.

os dois se olharam, preferindo acreditar na mentira que diziam.

3 comments:

  1. I choose to believe in them too...

    ReplyDelete
  2. bye bye Paulo Costa el ritardatario. Mattax!

    ReplyDelete
    Replies
    1. I'm sorry, don't speak italian. Would you translate?

      Delete